MANIFESTAMOS PREOCUPAÇÃO com a segurança da criança e seus familiares que a protegem, da equipe de profissionais e defensoras de direitos humanos que estiveram e estão na linha de frente para garantia do exercício da infância e de viver da criança capixaba triplamente violentada; e CONCLAMAMOS o ESTADO BRASILEIRO A GARANTIR a devida proteção para esses atores e investigue, instaurar e julgar por meio dos procedimentos cabíveis a conduta dos que se negaram o dever jurídico de garantir o direito da criança de 10 anos, cujo sonho de voltar a jogar futebol com as amigas.

Meninas não são mães, gravidez na infância é tortura.

#NiñasNoMadres #EIFesTortura #Gravidezaos10Mata